Canal Comunitário
Domingo, 15 de Setembro de 2019
Ouvir Radio
busca
Buscar
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                         Mude o tamanho do texto Fonte 12 Fonte 14 Fonte 16
Acadêmicos da Rocinha já tem enredo para o carnaval 2011
"Vamos agora preparar a sinopse", diz Déo Pessoa. O tema já estava decidido desde a semana passada, mas estava guardado a 'sete chaves' pelo presidente da escola. O título é: "ROCINHA! Estou vidrado em você"
Acadêmicos da Rocinha já tem enredo para o carnaval 2011ROCINHA, 23 DE ABRIL DE 2010
Palavras do presidente Déo Pessoa: "Não iremos contar a história do vidro, mas sim a sua utilidade para nós".

Em seu blog ( www.deopessoa.com.br), o dirigente utiliza a expressão: "Vamos juntar os cacos". Na home do site oficial da escola (www.academicosdarocinha.com.br), mais uma dica com a frase: "É preciso juntar os cacos para refletir o futuro". Uma vidração mais que enigmática.

A tricolor da zona sul luta para voltar a elite das escolas de samba do carnaval carioca há quatro anos. Estamos na torcida apoiando a nova diretoria, e como não achamos uma ilustração carnavalesca de vidro legal para abrir essa matéria, colocamos Jorge. Uma homenagem a Jorge em dia de Jorge. E salve Jorge!

Enquanto o novo carnavalesco Luiz Carlos Bruno pensa na confecção da sinopse e não temos mais informações acerca do tema para o carnaval da Rocinha em 2011, vamos dar algumas explicações sobre o vidro, o novo objeto de consulta dos poetas da ala de compositores da escola. Seguem algumas:

Caracterização do vidro

O vidro é uma substância inorgânica, amorfa e fisicamente homogênea, obtida por resfriamento de uma massa em fusão que endurece pelo aumento contínuo de viscosidade até atingir a condição de rigidez, mas sem sofrer cristalização (Barsa).

Industrialmente pode-se restringir o conceito de vidro aos produtos resultantes da fusão, pelo calor, de óxidos ou de seus derivados e misturas, tendo em geral como constituinte principal a sílica ou o óxido de silício (SiO2), que, pelo resfriamento, endurecem sem cristalizar.

Composição química

As composições individuais dos vidros são muito variadas, pois pequenas alterações são feitas para proporcionar propriedades específicas, tais como índice de refração, cor, viscosidade etc. O que é comum a todos os tipos de vidro é a sílica, que é a base do vidro.

As matérias-primas do vidro sempre foram as mesmas, desde milhares de anos atrás. Somente a tecnologia é que mudou, acelerando o processo, e possibilitou maior diversidade para seu uso.

O vidro é 100% e infinitamente reciclável. Isto quer dizer que todos os recipientes de vidro, mesmo os quebrados, podem ser transformados em novos produtos.

Trata-se de produto não biodegradável. O vidro é feito de uma mistura de matérias-primas naturais. Conta-se que ele foi descoberto por acaso, quando navegadores fizeram fogueiras na praia. A areia e o calcáreo (conchas) se combinaram através da ação da alta temperatura.

Hoje o vidro está muito presente em nossa civilização e pode ser moldado de qualquer maneira: nos pára-brisas e janelas dos automóveis, lâmpadas, garrafas, compotas, garrafões, frascos, recipientes, copos, janelas, lentes, tela de televisores e monitores, fibra ótica e etc....


TIPOS DE VIDRO

Existem muitos tipos de vidros que apesar de partirem da mesma base, possuem composições diferentes, de acordo com a finalidade a que se destinam. Veja a tabela a seguir.

 

Tipos

Aplicações

Vidro para embalagens

garrafas, potes, frascos e outros vasilhames fabricados em vidro comum nas cores branca, âmbar e verde;

Vidro plano

vidros planos lisos, vidros cristais, vidros impressos, temperados, laminados, aramados e coloridos fabricados em vidro comum;

Vidros domésticos

tigelas, travessas, copos, pratos, panelas e produtos domésticos fabricados em diversos tipos de vidro;

Fibras de vidro

mantas, tecidos, fios e outros produtos para aplicações de reforço ou de isolamento;

Vidros técnicos

lâmpadas incandescentes ou fluorescentes, tubos de TV, vidros para laboratório, para ampolas, para garrafas térmicas, vidros oftálmicos e isoladores elétricos.

 



Fonte: Da Redação Rocinha.org - Ocimar Santos (Pesquisa: Ache tudo e Região e Reciclagem.pcc) / Ilustração: Editoria de Arte do GRESAR - Ricardo Neves
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                        
Faça seus comentários a respeito deste texto
Dê sua opinião
Não há Comentários publicados.

O mais autêntico Blog da Rocinha. Matérias dos tempos antigos e posts do primeiro site www.rocinha.org estão na área de Blog

© Copyright 2007-2015  ® Todos os direitos reservados