Canal Comunitário
Sexta, 18 de Agosto de 2017
Ouvir Radio
busca
Buscar
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                         Mude o tamanho do texto Fonte 12 Fonte 14 Fonte 16
Contrato da Linha Amarela é renovado por mais 15 anos
Prefeitura dispensa licitação e prorroga por mais 15 anos a concessão à Lamsa
Contrato da Linha Amarela é renovado por mais 15 anosRio - A Prefeitura do Rio bateu o martelo e, apesar das polêmicas, renovou por mais 15 anos — até 2037 — a concessão da Linha Amarela para a empresa Lamsa. É a terceira vez que o contrato foi prorrogado sem que tenha sido feita nova licitação. O argumento do município é que a empresa vai fazer investimentos em obras no valor de R$ 241,5 milhões, em troca da gestão da via.

O dinheiro vai ser usado, por exemplo, para fazer mudanças paisagísticas em 21 comunidades que ficam às margens das linhas Vermelha e Amarela e dão acesso à Ilha do Governador. A prorrogação da administração da Linha Amarela foi publica no Diário Oficial do município segunda-feira. Questionada sobre o tema, a concessionária informou que só a prefeitura falaria sobre o assunto. O contrato anterior iria expirar em 2022.

Segundo a Casa Civil, o dinheiro investido pela Lamsa será usado para recuperação do pavimento e implantação de painéis culturais na Linha Vermelha, alargamento do viaduto de Manguinhos, recuperação da pista lateral da Av. Brasil e ampliação da baia de ônibus que fica em frente à Fiocruz.

Também está prevista a ampliação do Viaduto de Manguinhos. Assim, os motoristas vão passar a contar com quatro faixas de tráfego, o que vai aumentar a capacidade de fluxo em 33%. Está programada a construção de novos viadutos para transposição da via férrea de Bonsucesso e no cruzamento da Av. das Américas com Salvador Allende.

Uma conta simples

A Linha Amarela recebe 125 mil veículos pagantes por dia, em média. Dez por cento a mais, são  mais 12,5 mil veículos. Cada um destes veículos a mais vai pagar R$ 4 de pedágio, o que dá R$ 50 mil por dia. Em um ano, 365 dias, isso dá R$ 18,25 milhões. Nos 15 anos extras de concessão, dá R$ 273,75 milhões. Muito mais, portanto, do que o valor das obras, que é R$ 241 milhões.

Portanto, as obras se pagam só com o tráfego extra. O tráfego principal, de 125 mil veículos,  e o que ele crescer em razão da expansão da frota, vão inteiramente  grátis para a concessionária.



Fonte: Com informações de O DIA Online e Blog do Brizola Neto / Foto: Banco de Imagens
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                        
Faça seus comentários a respeito deste texto
Dê sua opinião
Não há Comentários publicados.

O mais autêntico Blog da Rocinha. Matérias dos tempos antigos e posts do primeiro site www.rocinha.org estão na área de Blog

© Copyright 2007-2015  ® Todos os direitos reservados