Canal Comunitário
Terça, 17 de Outubro de 2017
Ouvir Radio
busca
Buscar
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                         Mude o tamanho do texto Fonte 12 Fonte 14 Fonte 16
Em 10 anos, Rocinha foi a 2ª favela que mais cresceu no Rio
Crescimento da Zona Oeste não cabe na Barra da Tijuca. Campo Grande é o bairro mais populoso e Camorim teve maior aumento de moradores, diz Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

A Barra da Tijuca ficou pequena para receber os cariocas que migram para a Z. Oeste. Estudo do IBGE que comparou os Censos de 2000 e 2010 mostra que a região é a que mais cresce na cidade. Pelo menos 7 dos 10 bairros mais populosos do Rio estão lá, liderados por Campo Grande, onde mora mais gente: 328,3 mil até o ano passado.

Presidente do instituto, Eduardo Pereira Nunes explica que o chamado ‘prolongamento da Barra’, formado por bairros como Vargem Pequena, Recreio, Sepetiba e Jacarepaguá, surpreendeu no crescimento. Segundo o urbanista Nireu Cavalcanti, essa migração foi causada, entre outras coisas, pelo aumento dos valores dos imóveis na Zona Sul. “As pessoas foram procurar opções mais baratas. Como o governo não fez projeto habitacional, a região ficou sobrecarregada”, avalia.

Em 2007, a artesã Jussara de Lima, 50 anos, ajudou a confirmar a tendência: trocou Flamengo por Vargem Pequena: “Meu imóvel é melhor e pago menos”. Ela lamenta a falta de estrutura no bairro: “A população veio, mas os serviços públicos, não. Faltam saneamento, transporte e iluminação”.

Como muitos bairros da Z. Sul, o Flamengo perdeu moradores. Com a menor taxa de crianças até 4 anos e a 2ª maior de idosos, é no Flamengo que mais ‘sobram’ mulheres: são 100 para cada 73 homens. A moradora Camila de Carvalho, 24, confirma: “Ainda bem que já tenho namorado”, brincou. A maior concentração de homens está nos bairros Saúde e Joá: 102 para cada 100 mulheres. Copacabana é o bairro com mais moradores acima dos 60 anos em todo o País.

População de grandes favelas aumenta mais que média da cidade

Grandes favelas do Rio tiveram crescimento populacional acima da taxa do município. A Mangueira foi a que mais cresceu: 31% em 10 anos, de 13,6 mil para 17,9 mil residentes. Em 2º lugar, vem Rocinha, com salto de 56,3 mil para 69,3 mil habitantes. Maré também teve aumento de 14%, passando para 129,7 mil.

Para o Nireu Cavalcanti, o crescimento dessas áreas pode ter vindo a reboque do aumento da população da Zona Oeste. “A área próxima de onde está a demanda de emprego atrai a população da classe mais baixa”, explicou.

O Censo mostrou grande concentração de crianças em favelas. Em Manguinhos, a situação é mais acentuada: 28,8% (quase um terço) dos moradores têm até 14 anos. Na Mangueira, são 27,9% e no Alemão e na Maré, 26% e 25,6%.



Fonte: O Dia
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                        
Faça seus comentários a respeito deste texto
Dê sua opinião
Não há Comentários publicados.

O mais autêntico Blog da Rocinha. Matérias dos tempos antigos e posts do primeiro site www.rocinha.org estão na área de Blog

© Copyright 2007-2015  ® Todos os direitos reservados