Canal Comunitário
Quinta, 27 de Julho de 2017
Ouvir Radio
busca
Buscar
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                         Mude o tamanho do texto Fonte 12 Fonte 14 Fonte 16
Dono chorou ao ver carro destruído por blindado no Vidigal
Proprietário saiu para trabalhar e deixou carro na rua. Governo diz que assumirá responsabilidade se for provada culpa do Estado no incidente. Homem chorou ao ver veículo amassado, dizem vizinhos
Dono chorou ao ver carro destruído por blindado no VidigalVizinhos do proprietário de um carro preto destruído parcialmente pela passagem de um blindado no Vidigal, na Zona Sul do Rio, disseram que o dono chorou ao ver o veículo.

Segundo Dalia Rodrigues, o dono do carro se chama Calixto e é morador desde criança da comunidade. “O primeiro emprego dele foi aos 15 anos, no McDonalds. Ele é um menino trabalhador, passa o dia inteiro fora. Tudo o que ganha vai para a família”, disse Dalia.

“Avisaram o Calixto que o carro dele tinha sido destruído e ele foi lá ver. Ele chorou e acho que tava tudo perdido. Uns moradores falaram para ele tirar foto e reclamar", acrescentou ela.

A reportagem do G1 foi até a casa onde, segundo os vizinhos, Calixto vive com a mãe e uma irmã, na Rua Noronha Filho, dentro da comunidade. A casa estava vazia. Segundo vizinhos, ele havia saído para trabalhar.

“O carro é usado pelo Calixto para trabalhar todo o dia. Ele cuidava daquele carro com todo cuidado, polia e lavava no fim de semana. Era o xodó dele. Agora, ficou sem eira nem beira”, diz outro vizinho, Isaías.

Segundo a assessoria da Secretaria de Segurança Pública, os moradores da comunidade que quiserem apresentar alguma queixa relacionada à atuação das forças de pacificação devem procurar a Ouvidoria da Polícia. 

Segundo a secretaria, a Ouvidoria da Polícia está fazendo um plantão especial nos próximos dias para receber reclamações, sugestões e elogios da população em relação à Operação Choque de Paz. O telefone da Ouvidoria – 3399-1199 – terá atendimento de 9h às 17h; nos demais horários, o cidadão poderá deixar recado na secretária eletrônica. A Ouvidoria também possui um email para receber manifestações dos cidadãos: ouvidoriadapolicia@proderj.rj.gov.br.

Ainda segundo a assessoria, em tempo, as denúncias serão checadas e caso comprovado dano por parte do Estado, a Secretaria de Segurança irá assumir essa responsabilidade.

A assessoria da Marinha informou que até o momento não tem qualquer informação sobre destruição de veículos nas comunidades por blindados da instituição.

Ocupação da Rocinha
A ação de ocupação das favelas da Rocinha, Vidigal e Chácara do Céu, na Zona Sul do Rio de Janeiro, recebeu o nome de Operação Choque de Paz e reuniu 3 mil homens das polícias Civil, Militar, Federal e Rodoviária Federal, além de 194 fuzileiros navais, 18 veículos blindados, 4 helicópteros da PM e 3 da Polícia Civil. O efetivo da Marinha foi o maior já utilizado em ações nas comunidades.



Fonte: Do G1 | Foto: Tahiane Stochero/G1
Enviar este texto para um amigo          Imprimir este texto            Confira mais notícias relacionadas                        
Faça seus comentários a respeito deste texto
Dê sua opinião
Não há Comentários publicados.

O mais autêntico Blog da Rocinha. Matérias dos tempos antigos e posts do primeiro site www.rocinha.org estão na área de Blog

© Copyright 2007-2015  ® Todos os direitos reservados